argentacafes_loja_@isabelanishijima_-126

O cafezinho símbolo da hospitalidade

“Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café? “ A famosa frase dita tantas vezes pela Dona Florinda ao Professor Girafales no seriado do Chaves nos remete a uma boa lembrança do cafezinho que vez e sempre está na recepção de restaurantes, hotéis, e claro nas próprias casas de amigos e parentes que visitamos. Mas fica a pergunta: de onde surgiu o hábito de servir cafés para as visitas?  

Antes de entrar no tema, vale entender que hospitalidade está ligado a 4 ações segundo Camargo coloca no seu livro “Hospitalidade”: receber; hospedar; entreter e alimentar. Vamos atenuar o assunto da alimentação, que contempla nosso famoso café, mas antes, vamos tentar entender de onde surgiu esse símbolo do café relacionado à hospitalidade.   

O café no contexto histórico

Depois da “descoberta” do café e das propriedades da cafeína de despertar e dar energia,  surgiram as primeiras cafeterias no final do séc XV, principalmente na Europa Ocidental, onde era comum terem debates políticos, científicos, filosóficos, entre outros assuntos de grande valia. Aos poucos o café foi conquistando público e se tornando o substituto das bebidas alcoólicas, comuns na época, inclusive no período matutino.   

“Porém, ainda mais importante do que essa nova bebida foi a maneira original com que foi consumida: em cafés públicos, que vendiam conversas tanto quanto café. Ao fazer isso, forneceram um ambiente inteiramente novo para o intercâmbio social, intelectual, comercial e público. As notícias corriam rapidamente através dessa rede de comunicação alimentada pelo café e ao contrário dos salões frequentados pela aristocracia, os cafés públicos franceses ficavam abertos para todos, até mesmo mulheres (STANDAGE, 2005)”

Percebam a mudança que o café como bebida trouxe no comportamento de uma comunidade inteira. Na época também estavam acontecendo os movimentos do Iluminismo e a Revolução Francesa, e boa parte dos debates aconteciam dentro das cafeterias, assim artistas e revolucionários tomaram gosto pelo café, que se popularizou e se espalhou pelo mundo inteiro.  

Logo depois, ainda na época da colonização do Brasil, chegam as primeiras mudas de café no país, e, dali para a frente acho que a maioria já conhece a história, onde viramos os maiores produtores de café até os dias de hoje. 

A hospitalidade do Brasileiro

Eis que enquanto escrevemos esse post, nos perguntamos em quantos países o café é símbolo de hospitalidade. E de fato não sabemos responder, já que em cenário de filmes, livros, sabemos que não é um ato global, existe o chá na Inglaterra, e vai saber quais outras bebidas estão espalhadas neste mundo e são símbolo de hospitalidade em outras culturas.

Fato é: não sabemos como o café se tornou o símbolo de hospitalidade aqui no Brasil. Poderíamos criar teorias de ser talvez o item mais barato e de fácil acesso nas fazendas, e para o povo brasileiro, e que não poderia ser negado junto ao bolinho de fubá ou pão de ló. Mas uma coisa é certa, a hospitalidade do povo brasileiro é reconhecida desde as épocas de quando fomos descobertos lá em 1500.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Open chat
Como podemos te ajudar?