colheita5

Café Sustentável, é possível?

Falamos tanto de Sustentabilidade que nos perguntamos: aonde estão os cafés sustentáveis? No que consiste a produção sustentável? E será que é possível ser sustentável no café?

Bom, já respondo que sim, existe o café sustentável, mas não quer dizer que seja acessível para qualquer pessoa. Apesar da sustentabilidade ser uma tendência, ela eleva o preço dos produtos visto o investimento na produção, além do valor atrelado nesse conceito. Então vamos falar um pouco sobre a produção sustentável nos cafés.

Café sustentável é possível sim

A produção sustentável

Começo com essa citação de uma reportagem da Café Point:

“Entende-se por café sustentável aquele que nos processos de produção, serviços ou métodos de gestão tragam resultados positivos para a sociedade e o meio ambiente, através, por exemplo, da redução de riscos ambientais, poluição e outros impactos negativos do uso de recursos. A Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) avalia que os cafés com certificados socioambientais já representam mais de 15% da produção brasileira, com 60 milhões de sacas por ano.”

E complementando com o que o SEBRAE aponta, a produção sustentável é a relação entre inovação e sustentabilidade, podendo ser entendida como sendo aquela que cria valor agregado sem comprometer o equilíbrio entre os aspectos econômico, ambiental e social das empresas. E a consequência é o fortalecimento da sua competitividade, lucratividade e até mesmo sobrevivência.

Temos 3 pilares muito claros dentro da sustentabilidade: o meio ambiente, a comunidade, e a economia, que devem conviver em harmonia maximizando os impactos positivos ao mesmo tempo que minimizam-se os negativos, assim trazendo benefícios à comunidade envolvida e seu entorno.

“A cadeia produtiva do café sustentável segue regulamentação específica, com recomendações para plantio, cuidados com a lavoura, colheita, armazenamento e torrefação. Essas exigências favorecem os pequenos e médios produtores, que podem ter maior controle das etapas, cumprindo as exigências do mercado sustentável. Inclusive para a produção de café orgânico, outro nicho em expansão.”

(Para saber mais do café orgânico, leia nosso post sobre os seus benefícios e características clicando aqui.)

E quais práticas podem ser encontradas dentro da produção de café? Chandra Melo elenca bem alguns exemplos como: práticas mais éticas para o manejo da lavoura e uso de água; evitar pesticidas usando caixas de feromônio para manter os insetos longe; compostagem de resíduos de grãos de café como fertilizante ou usar cascas de café em vez de cortar árvores de eucalipto; reflorestamento e o cultivo à sombra; e um universo de possibilidades.

Selo Cafés Sustentáveis do Brasil

Segundo a ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, o Brasil é o pais que possui o maior número de propriedades agrícolas com práticas e certificação de sustentabilidade. Também é a instituição que certifica os produtores de cafés sustentáveis:

“O Programa Cafés Sustentáveis do Brasil certifica produtos com rastreabilidade assegurada desde a produção até a industrialização, o que o torna único no mundo. Os cafés são produzidos com os grãos provenientes de fazendas certificadas quanto à sua produção sustentável, que preservam o meio ambiente e respeitam o produtor. O processo de  industrialização é auditado quanto as boas práticas de fabricação e os produtos classificados em categorias de qualidade, por meio de uma metodologia de análise sensorial, nas categorias Extraforte, Tradicional, Superior e Gourmet.”

Além do selo da ABIC, outros selos validam a produção do café sustentável, como Rainforest Alliance Certified e o Fairtrade. Sempre vale olhar a embalagem do café para saber mais da sua produção e praticar a auto conscientização do produto que você está consumindo.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Open chat
Como podemos te ajudar?